COMO PARTICIPAR / HOW TO PARTICIPATE

Participar no projecto é muito simples e tem várias maneira de o fazer, a saber:

As mantinhas:

As mantinhas são , no geral, feitas de lã, em quadrados, 20 cms.x 20 cms. , feitos por uma ou vários pessoas os quais, unidos uns aos outros, fazem mantinhas de 1,20 m por 1,60m. Este é o tamanho geral, embora em cada entrega se possam adaptar às necessidades de quem as recebe. A participação pode ser feita de várias maneiras;

- doando as lãs;- fazendo os quadradinhos que deseje e enviando/entregando a mim; Fazendo a manta inteira. Aborrece-se de fazer quadradinhos, acha que não tem paciência para fazer uma manta? Pode fazer sapatinhos de bebé ou de dormir para adulto, casaquinhos, gorros, luvas, cachecóis, xailes , etc. Tudo será devidamente encaminhado a quem deles faça bom proveito. Gostaria de participar mas as lãs dão-lhe alergia? Pode fazer mantinhas de tecido, lençóis, simples ou bordados... um sem fim de alternativas. Contacte-me pelo e-mail que está associado ao projecto.

Fico à espera...


Participating in the project is very simple and you has several way to do it, namely: The blankets: The blankets are generally made ​​of wool, in squares, 20 cms.x 20 cms. , Made by one or several persons which, joined together, make blankets of 1.20 m by 1.60 m. This is the overall size, although in each delivery can adapt to the needs of the beneficiary. Participation can be done in several ways;- Donating wool;- Making the squares you want and sending / delivering to me;-Making the entire blanket. Bother to make squares, you do not have the patience to make a whole blanket? You can make baby booties or adult sleeping shoes, jackets, hats, gloves, scarves, shawls, etc.. Everything will be properly allocated to who make good use of them. Would you like to participate but you have wool allergy? You can make blankets in fabric, linen, plain or embroidered ... endless alternatives. Contact me by e-mail that is associated with the project. I would love to receive news from abroad.

Thank you anyway.

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Tempo de Definições

Este fim de semana trouxe-me uma nova prespectiva da diferença entre o que é o Tricot de Afectos para mim (e todos aqueles que acreditam no mesmo que eu e responderam aos meus apelos da maneira como o fizeram), e o que é para algumas outras pessoas.
Estes acontecimentos chamaram-me à terra. Dói-me a indiferença, o descaso. Mas vai passar. Apesar de odiar esta frase porque adoro estes bichinhos tenho que o citar porque demonstra aquilo que quero dizer: "Por morrer uma andorinha, não acaba a Primavera". Assim será.

9 comentários:

Zezinha disse...

Isa..nao deixes de acreditar..seja la porque motivo foi..olha eu tudo o que seja para ajudar estou aki..infelizmente o tempo nao é mto..mas se todos nos fizessemos um pouco o mundo seria diferente..
Sabes isa no ajudar os outros esta a nossa propria ajuda..acredito piamente que colhemos aquilo que semeamos..
Não te conheço isa..mas acredito em ti..sei lá..estas a "pedir" tao pouco..Continua..eu estarei aki para ajudar no k puder..e sei que mta gente começará a contribuir..vamos divulgar?bjoooooooo

Cindy disse...

Olá!!
Adoraria participar, mas tenho um problemazito, que não sei fazer crochet ou tricot!! como posso ajudar??
beijocas

Zezinha disse...

Já divulguei no meu cantinho..

isa disse...

Zezinha,
Definitivamente não entrámos na vida uma da outra por acaso. Os mistéios da Criação são infinitos. Obrigada pelo ânimo. às vezes a onda vem e enrola e deita-te abaixo. E tu deixas. Mas depois reages. O tempo para nos levantarmos è que às vezes é maior do que seria desejável. Obg.

isa disse...

Cindy

Seja bem vinda. Minha querida, o importante é querer. O poder tem sempre maneira de se arranjar. Uma forma é divulgando o projecto e, podendo, qual cereja em cima do bolo, arranjar a matéria prima da qual o projecto precisa para crescer. A lã. Quaisquer restinhos que estejam aí por casa, ou da sua Mãe, da vizinha da frente, da do lado, da Amiga .... Ou um novelinho comprado em qualquer loja da especialidade. O que quizer. Só o facto de se disponibilizar já é bom. Obrigada. Dir-lhe-ei como o fazer chegar até mim, se for esse o caso.

Zezinha disse...

Se existem pessoas em que a onda vem..acredita que sou eu..e levo bastante tempo a recompor-me e cada vez mais..mas talvez por isso tudo o posso fazer para ajudar..só mesmo se eu nao puder.. quem me conhece sabe que sou assim..e nao falo virtual..pois virtual amiga.. não..a palavra ajudar assusta..afugenta..cada vez mais se vive virado para o seu proprio umbigo..e toda a gente tem boas palavras..agora na hora..uiiiiiiiiiii..é complicado..tinhamos horas de conversa..isto para te dizer..upa e força..já conseguiste e vais conseguir de novo..sabendo que é dificil..bjoca

o meu mail é mariajmsantos@hotmail.com

Cindy disse...

Ok. Vou divulgar e ver o que se arranja de lã!!
Beijocas grandes!!

Fátima disse...

Isa,
Não te deixes desmoralizar por quem, para começar, não gosta delas próprias e consequentemente não gosta dos outros.
O ser humano é delicioso, é generoso, mas também consegue ser cruel: aqui reside o mistério da vida!
Beijinhos com muitos afectos.

Zezinha disse...

como se manda lãs?bjooooooo